Seja Feliz
Alguns infinitos são maiores que outros. - A Culpa é das Estrelas
Home Ask Textos Tchau @
»
HUGA-R © CREDIT
Seja como flor,
floresça.
no jardim   (via carpejar)

Talvez você encontre alguém melhor. Com mais maturidade que eu, com menos orgulho, com mais experiência, com menos… Problemas. Alguém que não seja um problema em si. Alguém que vai facilitar tudo pra você, ao invés de dificultar mais ainda, tá me entendendo? Alguém que vai te proteger e afastar de tudo que te assusta, alguém que vai compreender teus medos bobos e que vai te dar colo naqueles teus momentos sensíveis e acessos de choro. Que vai saber as coisas certas pra dizer e a hora certa de dizer também. Que vai respeitar teu tempo e espaço. Que não vai ter orgulho quando se trata de você. Que andaria até a puta que pariu a pé só pra ver teu rosto. Que escalaria o Monte Everest se isso fosse o necessário pra arrancar um sorriso isso de ti. Que iria até o fim do mundo pra conceder teus desejos e vontades. Mas, namoral? Achar alguém que te ame mais do que eu… Isso aí já vai ser difícil. Enfim, boa sorte.
Vinícius Kretek.  (via carpejar)

Não estou querendo dizer que existe um relacionamento perfeito, mas quando duas pessoas se amam elas fazem acontecer. Se uma pessoa lutar contra o mundo sozinha, ela será vencida. É obvio. Isso é uma certeza. Se uma segunda pessoa surgir com toda força e coragem para ajudar essa primeira, então teremos duas pessoas unidas querendo um só objetivo. Mesmo que seja o mundo todo contra essas duas pessoas, elas vencerão qualquer obstaculo que colocarem em seus caminhos, porque o segredo de um bom relacionamento nada mais é do que a velha reciprocidade.
Os porquês de Amélia Roswell. (via animicida)

Já estava amanhecendo e ainda não havia descoberto qual era o meu problema. A única habilidade que eu tinha era afastar as pessoas, mesmo sem querer.
Os porquês de Amélia Roswell. (via animicida)

Quando eu tinha 5 anos, minha mãe sempre me disse que a felicidade era a chave para a vida. Quando eu fui para a escola, me perguntaram o que eu queria ser quando crescesse. Eu escrevi ‘feliz’. Eles me disseram que eu não entendi a pergunta, e eu lhes disse que eles não entendiam a vida.
John Lennon. (via canalhacharmoso)

Eu tenho recebido muitas ligações. São todas parecidas: “Você é Charles Bukowski, o escritor?” “Sim”, eu digo a eles. E eles me dizem que entendem minha escrita, e que alguns deles são escritores ou querem ser escritores e que têm trabalhos entediantes e horríveis e que não conseguem encarar o quarto, o apartamento, as paredes; a noite — eles querem alguém com quem falar, e não conseguem acreditar que não posso ajudá-los, que não sei quais são as palavras. Eles não acreditam que eu, com frequência, me enrolo no meu quarto, aperto minhas entranhas e digo: “Jesus, Jesus, Jesus, não de novo!” Eles não acreditam que as pessoas sem amor, as ruas, a solidão, as paredes também me pertencem. E quando desligo o telefone, eles pensam que escondi o meu segredo. Eu não escrevo por sabedoria. Quando o telefone toca, eu também gostaria de ouvir palavras que possam aliviar um pouco. É por isso que meu número está na lista telefônica.
Charles Bukowski.  (via carpejar)

Eu peço. Eu imploro. Não deixe ninguém ver o quanto estou cansada.
Os porquês de Amélia Roswell.  (via garota-das-indiretas)

O problema é que a gente espera, né? Das pessoas. Das palavras delas, de tudo.
Tati Bernardi. (via expurgar)